Comemorar Ano Novo E Cortar Bolo “Não é Legitimado Pelo Islam”

Fonte/Source: India: Muslim cleric says celebrating New Year and cutting cake is “not legitimate in Islam”


A cada dia que passa fica mais claro que a única coisa unânime e legítima no Islã é encher o saco dos outros. Tudo é proibido, menos a insanidade Islâmica coletiva e o hábito de enganar o Ocidente via taqqyia. Agora contam, infelizmente, com o apoio de alguns Hindus alucinados como vocês irão ver adiante. Sempre a mesma conversinha, proibir tudo para dominar tudo. É o “povinho das necessidades especiais.”— Tião Cazeiro


Índia: Muçulmano Diz Que Comemorar Ano Novo E Cortar Bolo “Não é Legitimado pelo Islã”

POR ROBERT SPENCER  

23 de dezembro de 2017

Um clérigo Hindu concorda: é um costume Inglês que não deve ser assimilado na Índia por uma questão de integridade cultural. Para Maulana Mufti Tariq Quasmi, no entanto, isso é parte do desdém por todas as atividades dos incrédulos, que são os “as piores criaturas!“.

Alcorão 98:6 
“Honestamente falando, aqueles que não creem 
(na religião Islâmica, no Alcorão 
e no Profeta Maomé) 
entre eles o Povo do Livro 
(primordialmente Judeus e Cristãos) 
e demais descrentes, 
terão que aceitar o Fogo do Inferno. 
Eles são as piores criaturas”.

“Cortar bolos não é Islâmico, diz o clérigo Muçulmano sobre a celebração do Ano Novo; o clérigo Hindu concorda”, por Rajat Rai, Índia Today 23 de Dezembro de 2017:

Raramente os líderes Hindus e Muçulmanos concordam. Desta vez, Deoband em Uttar Pradesh fez uma surpresa quando os clérigos Muçulmanos de Darul Uloom e um pandit (Hindu erudito) da mesma cidade expressaram sua preocupação com relação à comemoração de Ano Novo.

Cortar bolo, curtir e se alegrar faz parte da comemoração de Ano Novo. No entanto, Maulana Mufti Tariq Quasmi disse que a prática de cortar bolos não é Islâmica. “Isso não é legitimado pelo Islam”, disse ele.

Quasmi sente que Muçulmanos e aqueles que praticam devem ficar longe dessas tais práticas e respeitar as práticas do Islam.

“Nosso novo ano começa no mês de Moharram. Não temos objeção contra as pessoas de outras religiões que seguem essas práticas, mas os Muçulmanos, especialmente a juventude, devem evitar essas coisas”, acrescentou Quasmi.

Recentemente, o Darul Ulum em Deoband proibiu o uso de smartphones no campus. De acordo com os clérigos, os smartphones dificultam os estudos e tornam os alunos menos atentos…

Surpreendentemente, as observações e sugestões de Quasmi também foram apoiadas por sacerdotes Hindus na mesma área em Uttar Pradesh….

“Nossos jovens não devem seguir os costumes Ingleses cegamente. Eles devem ter conhecimento básico de sua religião”, acrescentou Sharma.

Nota: Não deixe de ler este artigo, imperdível: RAYMOND IBRAHIM: A HISTÓRIA DA ‘DEMONIZAÇÃO’ DE MUHAMMAD


Tradução: Tião Cazeiro — Muhammad e os Sufis

Anúncios

Deixe um Comentário...

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s